segunda-feira, 10 de julho de 2017

[CURIOSIDADES] 11 Mitos ou Verdades Sobre a Cachaça

     A cachaça é cheia de curiosidades e mitos no seu entorno. Por ser uma bebida genuinamente nacional, cheia de aromas e sabores, com o tempo apareceram histórias acerca da caninha, algo que demonstra a importância que ela tem para os brasileiros. 
    Mas será que as “frases típicas” sobre a bebida feita de caldo de cana fermentado e destilado são realmente verdadeiras? Desvendamos alguns mitos e verdades sobre a bebida com o intuito de melhorar a experiência que cada gole de cachaça proporciona.



Confira abaixo os mitos e verdades:
1 – A cachaça boa é só a amarela
Mito. A Cachaça branca, que não possui envelhecimento, é a cachaça pura em sua essência. É a base da amarela. Ideal que seja boa para produzir uma amarela.
2 – Quanto mais envelhecida, melhor é a cachaça
Mito. O tempo de envelhecimento não determina se a cachaça é melhor ou pior. Geralmente com o maior tempo de envelhecimento a Cachaça fica mais complexa em suas notas sensoriais, mas envelhecidas em bons barris podem ter muita complexidade, mas a melhor sempre será a gosto de cada um.
3 – Cachaça artesanal é melhor do que a industrial
Polêmico afirmar, porém a artesanal tem um cuidado maior em sua produção. O pequeno produtor acompanhatodo o processo de destilação para separar a cabeça (primeira porção da destilagem) e a calda (última porção). Estes dois elementos possuem substâncias nocivas à saúde e atrapalham completamente o sabor da Cachaça. Já a Cachaça industrial de coluna, pelo grande volume produzido, geralmente não consegue extrair perfeitamente e fazer essa separação.
4 – Cachaça deve ser bebida em copos transparentes
Verdade. O ideal é que se faça a degustação em copos transparentes para que se faça a análise visual da cachaça de forma que possamos ver a viscosidade, oleosidade e pureza.
5 – A cachaça de maior valor tem qualidade superior
Mito. Cada produtor tem os seus custos de produção investindo em garrafas personalizadas e na apresentação como um todo. Isso altera o preço final. Mas a forma e o tempo de envelhecimento podem igualar a de marcas mais baratas. Existem excelentes Cachaças com apresentação mais simples que competem com cachaças mais caras. Temos o exemplo de campeãs em concursos mundiais no valor de R$20 a R$35,00.
6 – A cachaça deve ser tomada em pequenos goles
Verdade. Costuma-se dizer em micro goles, pois ela deve ser degustada devagar, rodando em toda a boca para que se possa sentir o seu sabor.
7 – Cachaça dá dor de cabeça
Depende. Cachaças mal produzidas podem dar dor de cabeça. É justamente a que não separa a cabeça e calda deixando apenas o coração da destilação. A cachaça bem produzida não dá dor de cabeça. O segredo é tomar com moderação acompanhada de um copo d’água.

E como bem lembrado nos comentários pelo amigo, Edson Fraga, as cachaças mesmo que elaboradas respeitando o descarte de cabeça e calda, mas que não se cuidou da higiene nos processos de colheita da cana, do prazo de moagem e na higienização de alambique tanques e etc. também dão certa dor de cabeça, além de acrescentar cheiros ruins!
8 – Cachaça abre o apetite
Verdade. A cachaça aumenta apetite pela sua complexidade, pois “abre”as papilas gustativase prepara para as refeições.
9 – A cachaça muito forte queima a garganta
Verdade. Quanto maior o teor alcoólico maisqueima. Mas depende bastante da forma como se degusta. O ideal é que antes de engolir, coloque uma pequena quantidade na língua e rode em toda boca misturando com a saliva e depois engula. O primeiro gole pode sempre ser “mais forte’”, já os próximos vão ser mais agradáveis, apreciando todas as notas sensoriais.Para iniciantes, recomendamos as mais fracas com teor alcoólico de 38% até 40%.
10 – Cachaça tem prazo de validade indeterminado
Verdade. Cachaça possui prazo indeterminado de validade. Guardando em local seco, ao abrigo do sol e muito bem vedado, durará indeterminadamente.
11 – Cachaça e aguardente são iguais
Mito. Pela legislação, cachaças possuem o teor alcoólico de 38% a 48%. Acima deste grau, considera-se a bebida aguardente.

E também, como Edson nos lembrou nos comentários, também não pode denominar Cachaça qualquer outro destilado que não seja feito exclusivamente de caldo de cana fermentado ou que sendo feito tenha se acrescentado algum outro ingrediente como frutas, ervas, corantes e etc.

Deseja se aprofundar no universo Cachaceiro? Seja sócio do ClubeCN e receba uma seleção de novas experiências mensalmente e ainda GANHE 10% DE DESCONTO nas suas compras!

8 comentários:

  1. Gostei das ponderações a respeito da "Boa".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Esposito! Tem muita coisa por vir aí sobre Cachaça... ;)

      Excluir
  2. No item 11 deve-se acrescentar que também não pode denominar Cachaça qualquer outro destilado que não seja feito exclusivamente de caldo de cana fermentado ou que sendo feito tenha se acrescentado algum outro ingrediente como frutas, ervas, corantes e etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Edson! Vamos melhorar a descrição de acordo com as suas informações. Obrigado. ;)

      Excluir
  3. No item 7 seria interessante acrescentar que cachaças mesmo que elaboradas respeitando o descarte de cabeça e calda, mas que não se cuidou da higiene nos processos de colheita da cana, do prazo de moagem e na higienização de alambique tanques e etc. também dá uma puta dor de cabeça, além de acrescentar cheiros ruins!

    ResponderExcluir
  4. Tinha muita dúvida em relação ao item 5,agora vou valorizar as mais baratas e bem recomendadas para consumo e deixar as de glamour para a estante...rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muita Cachaça boa para experimentar, Ricardo! Acesse www.cachacarianacional.com.br e descubra a que cabe no bolso e ainda é da melhor qualidade possível, rsrs.

      Excluir